segunda-feira, 17 de agosto de 2009

Pequenos Des[entendimentos]

Quando envia-mos uma mensagem "enormeeeeee", daquelas em que, temos a convicção absoluta de que fomos claros e objectivos e que a finalidade era simplesmente ajudar e não complicar…
Quando o contrário sucede…
Quando recebemos a reposta e nos apercebemos que o efeito foi inverso ao pretendido… Que o destinatário, entendeu TUDO mal e que ainda ficou zangado…!
Das duas, uma: ou sou eu que me exprimo mesmo MUITO mal, ou há pessoas muito “de mal com a vida” e "paga o justo pelo pecador"!
Não há paciência!

Faz-me recordar uma das muitas histórias que o avô nos contava:

No governo de Salazar, publicaram num jornal:
"Salazar pode morrer não faz falta"
Depois do autor ter sido preso, foi interrogado afim de se apurar a razão pela qual escreveu aquilo. Ao que ele respondeu que tudo não teria passado de um engano, pois a frase não tinha pontuação e o que ele queria dizer era:
"Salazar pode morrer? Não! Faz falta!"

A língua portuguesa tem destas coisas, é um facto!
Resta-me, humildemente acreditar que sendo eu, provavelmente a pessoa mais distraída do mundo, [ou pelo menos ando pelo pódio de certeza] tenha mesmo me esquecido de uma ou outra vírgula, de um, ou outro PONTO FINAL.

4 comentários:

trapos e companhia disse...

É um blog de venda de roupa calçado e acessórios de moda.
É um sítio onde podes encontrar tudo o que uma mulher gosta, a preços muito em conta. Com oferta dos portes de envio para encomendas de valor igual ou superior a 5 euros. Aprovei-ta e boas compras.

João disse...

Necessitamos de um grande conhecimento só para nos apercebermos da enormidade da nossa ignorância...e os que não têm esse conhecimento serão ignorantes a vida toda!

Meri Pellens disse...

Uma só vírgula no lugar errado, pode trazer muita complicação. Isso é sério; quem não tem um suficiente conhecimento da língua portuguesa, não deveria se meter a publicar anúncios ou seja lá o que for. Um pouco de estudo não mata ninguém.
Bj.

Gonçalo disse...

Recordando Ricardo Araújo Pereira numa imitação sublime de Marcelo Rebelo de Sousa:

"Concordo com a primeira parte da pergunta, discordo da segunda parte da pergunta, tenho dúvidas em relação a três vírgulas e sou contra o ponto de interrogação..."

Enfim, portuguesismos à parte, o fundamental é a tranquilidade da tua consciência, e essa acredito que esteja intacta.

Beijocas***