sábado, 29 de agosto de 2009

Não sei precisar desde quando me tem perseguido. Não sei se aceite ou rejeite.Não sei se cheira a jasmim ou se tem a cor do céu.Digo eu em jeito de “logo se vê” que: quando desejamos algo puro do fundo das nossas almas, o Universo conspira.Mas, de vez em quando,que dar uma mãozinha ao destino, não?Acreditar que se ele me persegue é porqueuma possibilidade de deixar de ser um mero sonho que me inquieta e me encharca a alma até aos ossos.Não sei se fuja, se me sente naquela nuvem á espera do sinal que me aponte o sentido a esta vontade tão real de ficar e de lhe dar a mão [ao destino, claro].
E agora vejo que, a palavra sentido que acabei de escrever, tem as mesmíssimas letras que destino! Destino, sentido... :)

Patrícia

4 comentários:

Ana disse...

Destino / Sentido ...
O nosso portugues realmente é uma coisa incrivel !!!

Já dizia o nosso Pessoa , que ser Portugues é um grande Karma ...

destino / sentido / saudades / espera / fado / lagrima /gentes ...

tantas palavras para defeniram um nação (timida nação ...)
Beijinhos Ana

spasoporagora disse...

"Não acredito em coincidências, e sim, em providência."(P.J.B.)

Meri.

Maria disse...

Não muito a ver mas agora lembraste-me algo que descobri aqui ha uns tempos e achei engraçado...

Ao escreveres mensagens o operador de texto do telemóvel dará as várias combinações de palavras dependendo das letras de cada tecla utilizada, certo?
Se experimentares escrever "amor" dá a palavra "anos" e "bons"!!!
Agora se escreveres por exemplo "paixão" já nem sai dali, não dá mais nada... lol

beijinhos

angel_of _dust disse...

não sei porque quero deixar aqui uma marca, mas não consigo deixar de o fazer... existem sempre caminhos paralelos, aparentemente mais tortuosos, mas que acabam por nos levar a "ilhas" distantes e a praias desertas.

resta-nos saber se valerá o esforço...


até já,
R.