quinta-feira, 20 de agosto de 2009

Post sobre [AMIZADE ENTRE SEXOS OPOSTOS]
eliminado, a pedido de intervenientes da história.
Quem me conhece bem sabe que não sou teimosa, nem tão pouco orgulhosa, sou alguém com algumas atitudes impulsivas sim, mas apenas no momento.
Capaz sempre, de me por no lugar dos outros, sei ver que as coisas podem ser analisadas sobre infindos pontos de vista, dependendo do lugar que observamos o mesmo acontecimento.
Abomino convicções fortes e não gosto de “detentores de verdades absolutas”. São no mínimo, demasiado castradoras para podermos viver “de bem” com os outros.
Continuo a acreditar que a Amizade é sempre possível, independentemente, do sexo, da idade, da religião ou do que quer que seja.
Mas esta é apenas a minha opinião.

Júlio Dantas dizia que:

Entre um homem moço e uma mulher bonita, a amizade pura, a amizade intelectual é impossível.O homem e a mulher são, fundamentalmente, irredutivelmente, inimigos.Só se aproximam para se amar - ou para se devorar.

Opinião dele!!!

5 comentários:

Gonçalo disse...

Se não lançasses um repto para reflectir em conjunto contigo duvido que comentasse este desabafo, mas como um blogue é uma partilha, uma forma de entreajuda e neste caso uma proposta de reflexão conjunta, decidi pensar em pouco com palavras escritas.

A amizade é possível entre sexos opostos, se assim não fosse já seria namorado ou em vias disso de algumas raparigas por este país fora, o que por si só daria-me um grande trabalho ao preço que está o petróleo e o tempo disponível que tenho...:)
Amizade para mim é uma atitude, quiçá uma atitude genética porque há pessoas que sinto mais predestinadas a ser amigos do que outros, dependendo muito da personalidade que constroem. Sendo assim, e considerando-me uma pessoa mais predestinada à atitude da amizade, demonstrado na sensibilidade, compreensão, justiça, sinceridade, entre outras qualidades com os outros, assumo-me como um amigo, independentemente do género.

Quanto ao atrito que houve sobre a "impossibilidade" de amizade entre sexos opostos, repara bem, esse atrito demonstra afecto por ti, porque sente o medo da perda de uma pessoa que gosta muito que és tu!

Um conselho: quando tiveres desafios, pára e ouve o teu coração. Procura perceber qual o sentido de cada momento, de cada lugar e de cada pessoa na tua vida, e assume a posição mais correcta para aquilo que és e queres ser. Força miúda ;)

Um beijinho grande para ti e faz-me um favor. Diz à tua mãe que já respondi ao comentário dela no meu blogue. Que querida! :)

Patrícia disse...

Que desarrumação esta :) Respondes te a este pedido de reflexão conjunta num post que foi eliminado... tive que fazer um "copy past" das tuas palavras preciosíssimas e guarda-las aqui. Desculpa a confusão, e espero que compreendas q de vez em quando tem que "limpar a casa"!

Nem vou discutir mais este assunto, pois está tudo dito apenas numa simples frase tua:

"Amizade para mim é uma atitude"

*Áhhh e já me ia esquecendo... entreguei o recado á minha mãe!!! Tens ali conversa para horas!!!LOL :)

Beijinhos

O segredo da palavra não está só no [sabor]. Está no propósito com que é escrita e no resultado daquilo que nos faz sentir.

Anónimo disse...

Boas,

Sem duvida que a Amizade é uma questão de atitude...

Mas infelizmente nem todos os Homens, tem essa capacidade, falo por experiencia propria, uma vez que, sempre conheco alguém, sou constantemente mal interpretada...por isso eu acho que a Amizade é uma questão de atitude, não tenho duvidas, mas poucos a sabem distinguir!

Amizade entre o sexo oposto é possivél, claro que é, mas apenas para uma minoria, ou seja, apenas para aqueles que se apaixonam pelo interior primeiro e só depois pelo exterior...


Angel.

Patrícia disse...

Não concordo Angel J.

Sendo a amizade uma questão de atitude, acho que se pensarmos como dizes:

"Amizade entre o sexo oposto é possivél, claro que é, mas apenas para uma minoria, ou seja, apenas para aqueles que se apaixonam pelo interior primeiro e só depois pelo exterior..."

por esta ordem de ideias apaixonar-me-ia por todos os meus amigos, pois valorizo sempre o interior das pessoas.

Gonçalo disse...

Patrícia, compreendo perfeitamente, na altura tive algum receio em reflectir em conjunto contigo porque o tema era delicado, polémico e envolvia terceiras pessoas. Por isso percebo a tua posição em resguardar terceiros para bem de todos, desta forma ficou um texto de desabafo mas mais enigmático, que alivia a tua vontade de expressão e protege outras pessoas.
Estou a ver que a amizade como atitude é um tema que está a dar que falar, é a minha opinião válida como tantas outras, mas julgo que, no mínimo, se todos pensassem desta forma, talvez mudassem de atitude e se colocassem a jeito para corresponder ao conceito de amizade.

Fico a aguardar pelas horas de conversa da tua mãe, ansiosamente :)

Um beijinho para ti e fica bem :)