sexta-feira, 24 de julho de 2009

O Amor é Cego e a Paixão é Louca.

Já o dizia a mitologia grega!
E por vezes, extasiados por essa gravíssima cegueira, não conseguimos antever as pessoas tal e qual elas são.
Porém, também diz o Provérbio Árabe que:
"Com a mentira se consegue o almoço, mas não o jantar!"
Haverá sempre um dia, para a confrontação com a verdade! Onde ficamos a saber que há pessoas que afinal levam a vida a brincar ao “faz-de-conta”! Pessoas essas que, tem o dom particular de transformar anos de partilhas em anos perdidos!
Parece que, (como diz alguém que conheço), as relações também elas tem, um prazo de validade, como se descartáveis fossem! Não quero acreditar nisso, mas a verdade é que estou mesmo muito cansada...

Contudo, como dizia o macaco sábio no Rei Leão, “com o passado podes fazer duas coisas: esquecer ou aprender com ele”.

Eu opto por aprender.
Se isso me vai transformar numa pessoa melhor, ainda não sei… Mas sei que, o que não nos mata, torna-nos mesmo, muito mais fortes!

Sei também que, passei a admirar ainda mais as pessoas genuínas, que "são o que são" e que dispensam o uso de “mascaras”, cavalos brancos ou rosas vermelhas!

Por mais diferenças que possam existir entre duas pessoas considero sempre preferível a transparência, ao invés de nos mostrarem falsas aparências, quando já nos levaram para a “Torre mais alta do castelo”!


Assim o Príncipe transforma-se em sapo,
o castelo em Masmorra,
a queda é enorme
e a recuperação prevê-se longa!

5 comentários:

Meri Pellens disse...

Paty, os relacionamentos sempre são tão delicados... Mas o que não mata, fortifica: é isso mesmo. O seu blog me dá muita inspiração, sabia?
Obrigada! Gosto muito de vc. BJ.

Patrícia disse...

Sim Meri, são delicados os relacionamentos, e não existem de todo, relações perfeitas ou príncipe encantados!
Nós próprios é que através da nossa vivência, pré-estableçemos padrões mínimos de exigências.
O pior é que a maioria das pessoas, vivem de aparências e apenas nos permitem ver a embalagem, esquecendo-se dos valores intrínsecos.
Há pessoas muito complexas, difíceis de entender para mim.
Parece que tudo tem mesmo um predestinado fim á vista. E é triste, quando nem amizade resta. :(
Percebemos, mesmo com alguma decepção, que a vida é completamente feita de coisas efémeras.

Obrigada pelo comentário Meri.

Beijinhos grandes para o outro lado do oceano!

(que era onde eu me apetecia estar agora - a beber uma aguinha de coco, longe de tudo). Mas por mais que seja dura a realidade, á que ser enfrentada e a vida continua :)

Maria disse...

A alma não tem segredo que o comportamento não revele.

Lao-Tsé

Não fiques muito tempo a olhar para trás...
Porque felizmente podemos guardar muitas memórias boas e ir apagando as que nos fazem tristes. Lembra-te há sempre no presente alguém que nos faz sentir bem! São esses que nos mostram um mundo mais positivo e nos fazem acreditar no futuro! A vida é assim, apaixonante!

Anónimo disse...

bom comeco

Patty disse...

Bom começo?!!!